Thursday, September 06, 2007

Lágrimas

Correm,
Como sombras pelo rosto quebrado
Do anjo prostrado no chão,
Vencido pela mágoa de toda uma vida
Perdida na infinita escuridão.
Lágrimas quentes, salgadas,
De mágoas quebradas
No abismo de uma vida sem futuro,
Tristes como o silêncio disperso,
Submerso pelo ódio escuro
E pelas cicatrizes do passado.
Toda uma alma abandonada em água,
Olhos de mágoa
Sangram no abismo da infinita dor,
Onde o silêncio é vão e a noite é fria,
E a alma vazia
Chora a ausência do amor.

4 comments:

Only Me... said...

obrigada pela sua visita...

espero que da próxima vez sejam lágrimas de alegria...

mas gostei do texto...

voltarei:)

Beijinho

O Profeta said...

Voa anjo, procura dentro de ti a luz que sei tens...espera-te o secreto caminho dos pássaros...


Doce beijo

O Profeta said...

Às vezes o pensamento incontido
Solta-se na manhã perpétua
Aprisionado em gotas de orvalho
Choradas por uma feiticeira Lua

Bom fim de semana

Mágico beijo

O Profeta said...

Saberás que um bando de gaivotas
Fugidas à fúria de alteroso mar
São pássaros perdidos do ninho
Que a bruma não deixa encontrar

Saberás também que o mar
Cavalga nas asas do vento
Em dias de forte tempestade
Aos olhos de um Neptuno atento

Bom fim de semana

Doce beijo